MENU

EVAN PARKER (UK)

SOM | Concerto
evan-parker-1_site
Horário
14 de Julho

Evan Shaw Parker é um dos mais influentes saxofonistas europeus, contando com quase cinquenta anos de carreira e uma das mais prolíficas e variadas discografias do jazz actual.

Inspirado inicialmente pelas maiores figuras do jazz avant-garde como John Coltrane e Pharoah Sanders, não tardou até que no início dos anos 70 exibisse já um estilo distintivo que o tornou num dos mais intrigantes músicos das últimas décadas.

O músico de Bristol deixou a sua marca através de uma abordagem ao instrumento de cariz experimentalista e inovador, por vezes extremo, que envolve novas técnicas de respiração e sopro, e o privilegiar da forma, da estrutura e da técnica nas suas composições, em detrimento da melodia.

Gravou com alguns dos pioneiros da música experimental, como Anthony Braxton, Michael Nyman, John Zorn ou Peter Brötzmann, mas o seu talento acabou por ser reconhecido na esfera pop, tendo acabado por contribuir com o seu saxofone alto para as discografias de nomes como Spiritualized, Scott Walker, David Sylvian, Thurston Moore (SonicYouth), Robert Wyatt (Soft Machine) ou Charlie Watts (TheRolling Stones).

Discos como The Topography Of The Lungs (1970) ou Monoceros (1978) tornaram-se pilares da improvisação europeia, e coroam hoje Evan Parker como um dos mestres da música atonal e do free jazz.

 

www.evanparker.com

 

**

 

Entrevista com Evan Parker naThe Ashgate Research Companion to Experimental Music edited by James Saunders (Farnham: Ashgate, 2009), pp. 331-336.  Copyright © 2009 

Evan Parker’s musical utopia por Stewart Lee no The Guardian

 

 

 

evan-parker-1_site

Evan Shaw Parker é um dos mais influentes saxofonistas europeus, contando com quase cinquenta anos de carreira e uma das mais prolíficas e variadas discografias do jazz actual.

Inspirado inicialmente pelas maiores figuras do jazz avant-garde como John Coltrane e Pharoah Sanders, não tardou até que no início dos anos 70 exibisse já um estilo distintivo que o tornou num dos mais intrigantes músicos das últimas décadas.

O músico de Bristol deixou a sua marca através de uma abordagem ao instrumento de cariz experimentalista e inovador, por vezes extremo, que envolve novas técnicas de respiração e sopro, e o privilegiar da forma, da estrutura e da técnica nas suas composições, em detrimento da melodia.

Gravou com alguns dos pioneiros da música experimental, como Anthony Braxton, Michael Nyman, John Zorn ou Peter Brötzmann, mas o seu talento acabou por ser reconhecido na esfera pop, tendo acabado por contribuir com o seu saxofone alto para as discografias de nomes como Spiritualized, Scott Walker, David Sylvian, Thurston Moore (SonicYouth), Robert Wyatt (Soft Machine) ou Charlie Watts (TheRolling Stones).

Discos como The Topography Of The Lungs (1970) ou Monoceros (1978) tornaram-se pilares da improvisação europeia, e coroam hoje Evan Parker como um dos mestres da música atonal e do free jazz.

 

www.evanparker.com

 

**

 

Entrevista com Evan Parker naThe Ashgate Research Companion to Experimental Music edited by James Saunders (Farnham: Ashgate, 2009), pp. 331-336.  Copyright © 2009 

Evan Parker’s musical utopia por Stewart Lee no The Guardian