Mobile Menu
Categories

A Mulher na Cidade. Deambulações de um Corpo Frágil.

Oficinas gerais | Escuta criativa e áudio-teatro
A Mulher na Cidade. Deambulações de um Corpo Frágil.
Luís Antero
Local
Ponto de encontro na Sede dos Jardins Efémeros – Rua do Comércio, 118
Schedule
7 e 8 de Julho às 17h00, 17h45, 18h30, 19h15
Sessions
8
Duration
30’
Target Audience
M/12
Nº de Participantes
4/sessão

M é uma mulher na cidade, deambulando pelas ruas em busca de algo que ainda é desconhecido. M está sozinha e a cidade é toda sua. M conhece todos os cantos e sons da cidade. Através deles, sabe onde se escondem os homens que diariamente a procuram. Por vezes, M quer estar com eles, outras, nem por isso. É dona de si e só pertence a quem quer e a onde quer. M é enigma. Podemos vê-la na rua ou à beira-rio, embrulhada num lençol branco, corpo nu, quase louca…

***

Luís Antero

Artista sonoro. Desenvolve desde 2008 um trabalho de recolha e documentação do património acústico das zonas da Beira Serra e Serra da Estrela, com base em gravações sonoras de campo, e que pode ser acompanhado em www.luisantero.yolasite.com e www.luisantero.bandcamp.com.

Participa nos Jardins Efémeros desde 2014, sendo responsável por vários arquivos sonoros e oficinas de gravação sonora de campo e escuta criativa.