MENU

Teatro Radiofónico

Casa do Sonho > Áudio
Marco Alexandre
fotografia 1
Local
Casa do Sonho – Rua do Comércio, 94, Sala Pop-Up
Horário
5 Julho às 17h00 (Preparação) | 6 Julho às 17h00 (Gravação) | 8 Julho às 17h00 (Edição) | 10 Julho às 17h00 (Mostra)
Sessões
4
Duração
480’ | 120’ diários
Número de Participantes
15 total
Público Alvo
> 10 anos

Criação de uma história auditiva onde os alunos poderão aprender técnicas exclusivas desta prática. Desde a gravação de sons em ambiente exterior, até à exploração de práticas de estúdio. O uso de técnicas Foley que consistem em reproduzir sons do quotidiano a partir de objectos em estúdio como, por exemplo, o som da trovoada a partir de placas de zinco. Uma breve aula de aúdio onde os sons são gravados e compostos. A oficina é dividida em quatro momentos, com duração de duas horas cada: a primeira será uma introdução à prática e preparação, a segunda consistirá em gravação de sons no exterior, a terceira será uma sessão de estúdio, onde a criação de sons Foley será o tópico. A sessão final irá mostrar como os sons são organizados dentro de um programa profissional de gravação digital. No final, cada aluno ficará com uma cópia da história.

Objectivos

Ensinar como um teatro radiofónico é criado. Exploração de técnicas de gravação e composição dentro e fora de estúdio. Exercícios de audição e estudo da textura sonora. Noções básicas de programas digitais de uso profissional.

Marco Alexandre

Artista sonoro com raízes em Viseu. Actualmente, vive entre Londres e Viseu onde realiza os seus trabalhos. Os seus projectos consistem em gravações paisagísticas e contos. Marco escreve e dirige as suas próprias histórias. Os seus trabalhos mais recentes utilizam a composição de multicanais sonoros para instalações, contos e concertos musicais electrónicos.

fotografia 1

Criação de uma história auditiva onde os alunos poderão aprender técnicas exclusivas desta prática. Desde a gravação de sons em ambiente exterior, até à exploração de práticas de estúdio. O uso de técnicas Foley que consistem em reproduzir sons do quotidiano a partir de objectos em estúdio como, por exemplo, o som da trovoada a partir de placas de zinco. Uma breve aula de aúdio onde os sons são gravados e compostos. A oficina é dividida em quatro momentos, com duração de duas horas cada: a primeira será uma introdução à prática e preparação, a segunda consistirá em gravação de sons no exterior, a terceira será uma sessão de estúdio, onde a criação de sons Foley será o tópico. A sessão final irá mostrar como os sons são organizados dentro de um programa profissional de gravação digital. No final, cada aluno ficará com uma cópia da história.

Objectivos

Ensinar como um teatro radiofónico é criado. Exploração de técnicas de gravação e composição dentro e fora de estúdio. Exercícios de audição e estudo da textura sonora. Noções básicas de programas digitais de uso profissional.

Marco Alexandre

Artista sonoro com raízes em Viseu. Actualmente, vive entre Londres e Viseu onde realiza os seus trabalhos. Os seus projectos consistem em gravações paisagísticas e contos. Marco escreve e dirige as suas próprias histórias. Os seus trabalhos mais recentes utilizam a composição de multicanais sonoros para instalações, contos e concertos musicais electrónicos.