MENU

Jonathan Saldanha

Som > Concertos
Jonathan_Saldanha_300dpi
Local
Igreja da Misericórdia de Viseu
Horário
4 Julho > 19h00
Duração
45’ aprox
Público Alvo
M/6

Jonathan Uliel Saldanha é construtor sonoro e cénico, que aborda no seu trabalho a pré-linguagem, os ritmos circulares, o animismo acústico e as relações do som com os seus espectros.

Tem vindo a desenvolver um trabalho sonoro que parte de reminiscências da música cerimonial, da dimensão bruta do som e da voz organizados por sistemas auto-generativos e da vibração das cavidades do corpo e seu gesto intuitivo.

Toca ao vivo em ensemble com o seu projecto HHY & The Macumbas, com o duo Fujako e com a cifra HHY, tendo participado em festivais como o Sonar, Primavera Sound, Amplifest, Out.Fest, Milhões de Festa e em tour pelos Estados Unidos e Europa. Tocou em espaços emblemáticos como o Berghain Kantine em Berlim, o Stubnitz, em Hamburgo, ou o Issue Project Room em Nova Iorque, assim como, em emissões em directo para a Radio Panik e a WFMU.

Nos Jardins Efémeros será apresentado um concerto na Igreja da Misericórdia, em que a acústica deste espaço será a câmara ressonante para os sons difundidos, registos de voz e electrónica serão interceptados pelo Orgão de Tubos da Igreja, numa construção imersiva que invocará a vibração da arquitectura e as cavidades do corpo.

Fundador do colectivo SOOPA, editora e programadora de concertos e performance iniciada em 1999. É ainda cofundador de FACA MONSTRO. Co-curador do programa “Sonores” para Guimarães 2012, onde compôs a peça “Khōros Anima” para coro, sub-graves e espaço fabril ressonante. Em 2014, apresentou a peça sonora e cénica “Sancta Viscera Tua”, construída a partir dos arquétipos de uma Via Sacra, nas Igrejas de Santa Clara (Porto) e São Francisco (Guimarães) em colaboração com o coro OutraVoz.

Foi parte dos infames Mécanosphère e da fanfarra F.R.I.C.S., colabora com Raz Mesinai, Eyvind Kang, Diogo Dória, entre outros, e teve a sua música editada na Tzadik, Rotorelief, Ångström e Wordsound.

+Info

http://jonathanulielsaldanha.com

 

Jonathan_Saldanha_300dpi

Jonathan Uliel Saldanha é construtor sonoro e cénico, que aborda no seu trabalho a pré-linguagem, os ritmos circulares, o animismo acústico e as relações do som com os seus espectros.

Tem vindo a desenvolver um trabalho sonoro que parte de reminiscências da música cerimonial, da dimensão bruta do som e da voz organizados por sistemas auto-generativos e da vibração das cavidades do corpo e seu gesto intuitivo.

Toca ao vivo em ensemble com o seu projecto HHY & The Macumbas, com o duo Fujako e com a cifra HHY, tendo participado em festivais como o Sonar, Primavera Sound, Amplifest, Out.Fest, Milhões de Festa e em tour pelos Estados Unidos e Europa. Tocou em espaços emblemáticos como o Berghain Kantine em Berlim, o Stubnitz, em Hamburgo, ou o Issue Project Room em Nova Iorque, assim como, em emissões em directo para a Radio Panik e a WFMU.

Nos Jardins Efémeros será apresentado um concerto na Igreja da Misericórdia, em que a acústica deste espaço será a câmara ressonante para os sons difundidos, registos de voz e electrónica serão interceptados pelo Orgão de Tubos da Igreja, numa construção imersiva que invocará a vibração da arquitectura e as cavidades do corpo.

Fundador do colectivo SOOPA, editora e programadora de concertos e performance iniciada em 1999. É ainda cofundador de FACA MONSTRO. Co-curador do programa “Sonores” para Guimarães 2012, onde compôs a peça “Khōros Anima” para coro, sub-graves e espaço fabril ressonante. Em 2014, apresentou a peça sonora e cénica “Sancta Viscera Tua”, construída a partir dos arquétipos de uma Via Sacra, nas Igrejas de Santa Clara (Porto) e São Francisco (Guimarães) em colaboração com o coro OutraVoz.

Foi parte dos infames Mécanosphère e da fanfarra F.R.I.C.S., colabora com Raz Mesinai, Eyvind Kang, Diogo Dória, entre outros, e teve a sua música editada na Tzadik, Rotorelief, Ångström e Wordsound.

+Info

http://jonathanulielsaldanha.com