MENU

Brigadeiros de Chocolate

Casa do Sonho > Chocolateria
Manuela Soares e Ilídio Oliveira | Chocolateria Delícia
chocolate
Local
Praça D. Duarte
Horário
7 Julho às 17h00
Sessões
1
Duração
40'
Número de Participantes
< 20
Público Alvo
Pais e filhos

Confecção de brigadeiros de chocolate para festas de crianças.

Chocolateria Delícia

Os proprietários, Manuela Soares e o seu marido Ilídio Oliveira, estão, desta forma, a dar continuidade à loja PIRULITO que inauguraram há 16 anos, em Viseu. Essa pequena loja evoluiu, em 2007, para uma fábrica de chocolate artesanal – Chocolateria Delícia – sediada em Abraveses.

Esta loja juntou no mesmo espaço a venda e o fabrico de chocolate “ao vivo”, saído das mãos do mestre Ilídio, sendo um projecto pioneiro e inovador na cidade de Viseu. A loja foi projectada com base no sonho do casal de criar um ambiente onde os clientes possam desfrutar de todos os prazeres do chocolate: observar a sua confecção, sentir o agradável aroma do cacau e, finalmente, degustar. Desta forma, a loja mantém algumas mais-valias da “Pirulito” e assume o conceito de chocolateria, dando ênfase aos produtos exclusivos de fabrico artesanal.

Os chocolates de antigamente, grande aposta da Chocolateria Delícia nos últimos anos, continuarão a ser um dos produtos de referência da marca. Quem recorda os cigarrinhos, os carrinhos, os ratinhos ou as sombrinhas de chocolate? Doces memórias da nossa infância. As tabletes de chocolate negro, com as imagens emblemáticas da cidade de Viseu, e as barrinhas de chocolate negro com variados recheios de fruta já fazem parte dos hábitos de consumo dos clientes. A grande aposta é na produção de bombons de vitrina, uma grande variedade para todos os gostos e paladares, desde os mais exóticos, como o bombom de vinagre balsâmico ou bombom com licor de caipirinha, licor de mirtilo, trufas de todos os sabores, até ao bombom coulis de framboesa – rei de vendas no momento. Existem outros produtos diferenciadores, como o chocolate sem glúten, sem lactose, o chocolate sem açúcar, os copinhos de chocolate para a ginjinha e as caixinhas e latinhas – únicas.

O novo espaço pretende despertar os sentidos dos viseenses.

chocolate

Confecção de brigadeiros de chocolate para festas de crianças.

Chocolateria Delícia

Os proprietários, Manuela Soares e o seu marido Ilídio Oliveira, estão, desta forma, a dar continuidade à loja PIRULITO que inauguraram há 16 anos, em Viseu. Essa pequena loja evoluiu, em 2007, para uma fábrica de chocolate artesanal – Chocolateria Delícia – sediada em Abraveses.

Esta loja juntou no mesmo espaço a venda e o fabrico de chocolate “ao vivo”, saído das mãos do mestre Ilídio, sendo um projecto pioneiro e inovador na cidade de Viseu. A loja foi projectada com base no sonho do casal de criar um ambiente onde os clientes possam desfrutar de todos os prazeres do chocolate: observar a sua confecção, sentir o agradável aroma do cacau e, finalmente, degustar. Desta forma, a loja mantém algumas mais-valias da “Pirulito” e assume o conceito de chocolateria, dando ênfase aos produtos exclusivos de fabrico artesanal.

Os chocolates de antigamente, grande aposta da Chocolateria Delícia nos últimos anos, continuarão a ser um dos produtos de referência da marca. Quem recorda os cigarrinhos, os carrinhos, os ratinhos ou as sombrinhas de chocolate? Doces memórias da nossa infância. As tabletes de chocolate negro, com as imagens emblemáticas da cidade de Viseu, e as barrinhas de chocolate negro com variados recheios de fruta já fazem parte dos hábitos de consumo dos clientes. A grande aposta é na produção de bombons de vitrina, uma grande variedade para todos os gostos e paladares, desde os mais exóticos, como o bombom de vinagre balsâmico ou bombom com licor de caipirinha, licor de mirtilo, trufas de todos os sabores, até ao bombom coulis de framboesa – rei de vendas no momento. Existem outros produtos diferenciadores, como o chocolate sem glúten, sem lactose, o chocolate sem açúcar, os copinhos de chocolate para a ginjinha e as caixinhas e latinhas – únicas.

O novo espaço pretende despertar os sentidos dos viseenses.